| avt.li/msf" />

Voando alto, lições de um professor de skate!


Para Neftalie Williams, o skate não é apenas um método de exercício e expressão, mas também uma ferramenta para ajudar a transcender barreiras de linguagem e das nacionalidades ajudando o mundo a ser mais justo e globalizado. Neftalie é o primeiro professor de skate dos EUA! E decidiu desde pequeno que sua paixão pelo esporte precisava ser compartilhada. “Perto dos meus 20 anos foi quando decidi que o skate era tão importante na minha vida, que era algo no qual eu realmente deveria estar envolvido”, disse William*. “O skate significa mais para mais pessoas, e é uma maneira de conectar as comunidades em todas partes do mundo. Comecei a pensar sobre a prática do skate em um contexto mais amplo. ” Williams estudou skate na faculdade antes de concluir o mestrado em Diplomacia Pública na Universidade do Sul da Califórnia, onde ele agora leciona em um curso chamado Skate e Esportes de Ação nos Negócios, na Mídia e na Cultura. Além de ser o primeiro professor de skate e esportes de ação dos Estados Unidos, Williams também recentemente uniu forças com o Departamento de Estado como o primeiro enviado internacional para divulgação da pratica do Skate e Esportes Acadêmicos dos Estados Unidos.

Ele fez parceria com a Embaixada dos Estados Unidos em Haia (Cidade na Holanda) a fim de estabelecer um programa de skate para acolher jovens holandeses em situações de fragilidade social e jovens refugiados sírios que receberam asilo na Holanda. Crianças de ambos os grupos começaram a conhecer e interagir umas com as outras, disse ele. “Para algumas dessas crianças, foi a primeira vez que chegaram a ver a pratica do skate de perto”, disse ele. “E todas elas logo se integraram na comunidade de skatistas. ” O Departamento de Estado Americano está pedindo a Williams para criar programas de skate também em Quirguistão, Afeganistão, Camboja e Etiópia. Além de seu trabalho no Departamento de Estado, Williams é presidente da Cuba Skate*, ONG (organização sem fins lucrativos) com escritórios em Washington e Los Angeles que promove intercâmbios entre Cuba e os Estados Unidos. Williams aponta com orgulho para um número crescente de skatistas mulheres em Cuba. O esporte sempre atraiu atletas do sexo masculino, mas “não há disparidade entre homens e mulheres [skatistas] na ilha”, disse ele. De acordo com Williams, a prática do skate ensina auto expressão e perseverança. Quando você quer aprender novos truques de skate, disse ele, “você aprende como fazê-lo por conta própria”. O skate oferece uma liberdade emocionante, acrescentou, mas o esporte também constrói comunidades fortes, e “isso é a coisa mais importante”.

Deixe seu comentário?

2 comments on “Voando alto, lições de um professor de skate!

luara santos

Ual, Adorei a matéria, estou adorando este site. Muito Obrigado.

Instituto Americano

Muito obrigado Luara, Continue nos acompanhando aqui e no facebook (@InstitutoAmericanodeEnsino)
postamos conteúdos diariamente 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *