| avt.li/msf" />

Nasa planeja visitar asteroide rico em ferro


Pela primeira vez, a Nasa, agência espacial dos EUA, enviará uma espaçonave para um mundo totalmente metálico.

O destino é um asteroide gigante, chamado 16 Psyche. Acredita-se que seja composto quase exclusivamente de ferro metálico e níquel, semelhante ao núcleo da Terra.

Os cientistas querem descobrir se o 16 Psyche, localizado entre Marte e Júpiter, é um núcleo exposto de um planeta primitivo que perdeu suas camadas rochosas exteriores devido a uma série de colisões violentas há bilhões de anos.

Um núcleo de planeta exposto poderá desvendar os segredos relativos ao núcleo da Terra e destacar como as camadas dos planetas foram criadas na fase inicial de suas histórias.

“16 Psyche é o único corpo celeste conhecido do gênero no sistema solar”, disse Lindy Elkins-Tanton, líder de projeto e professora e diretora da Escola de Exploração da Terra e do Espaço da Universidade Estadual do Arizona. “E esta é a única maneira que os humanos poderão algum dia visitar um núcleo. Aprendemos sobre o espaço interior ao visitar o espaço exterior.”

Ela fez um cálculo fantástico de que o ferro, por si só, valeria US$ 10 mil quatrilhões*. Imagine o número um seguido de 19 zeros, considerando os valores de hoje. No entanto, a Nasa não tem planos de trazer de volta qualquer metal do Psyche 16. O verdadeiro valor da missão é científico.

Interpretação de um artista do asteroide metálico Psyche (Peter Rubin/ASU)

A Nasa planeja lançar uma espaçonave (chamada simplesmente de Psyche) em 2023, que chegará ao asteroide gigante em 2030.

A missão Psyche integra o programa Discovery da Nasa, que lança missões experimentais comparativamente de baixo custo e que testam novas formas de exploração.

A Discovery tem a ver com “ir a lugares a que nunca fomos, de maneira ousada”, de acordo com Thomas Zurbuchen, da Nasa.

Deixe seu comentário?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *