fbpx

Aprendendo a aprender


      Cada estilo de aprendizagem preferida por quem aprende corresponde a um estilo de ensino. Para cada forma de perceber, receber, organizar, processar e compreender uma informação, transformando-a em conhecimento, existe um conjunto de características correspondentes de ensinar. Quem ensina, de fato, define, apresenta, organiza, ajuda no processamento e na compreensão de uma informação em seu próprio estilo na hora de ensiná-lo, em uma relação direta com a forma como aprende. 

Uma pessoa cujo estilo da recepção da informação seja verbal tenderá a ensinar nesse estilo. Por outro lado, para um aprendiz com um determinado estilo de aprendizagem, em uma dada dimensão, os melhores resultados serão obtidos se o ensino for feito no estilo correspondente. A relação é direta, de tal forma que os melhores resultados de aprendizagem são obtidos quando se usa o estilo correspondente de ensinar.

Finalmente, também é papel da escola, por meio da figura do professor, adaptar a metodologia de ensino para ajudar o aluno. Não estamos falando apenas de adotar práticas ou instrumentos para contornar as dificuldades de aprendizagem. Na realidade, é mais necessário buscar a dinamicidade e inovação na sala de aula, integrando atividades lúdicas por meio do processo de gamificação e adotando ferramentas tecnológicas de apoio ao ensino. O objetivo é estimular o aluno, de uma forma despretensiosa, a desafiar sua concepção sobre as próprias limitações.

O Instituto Americano, sabendo dessa importância, traz justamente esses elementos para as suas aulas. Os alunos ao invés de avaliações unicamente teóricas, expressam seus conhecimentos adquiridos através de múltiplos canais, sejam audiovisuais ou mesmo de expressão corporal, como teatro ou trabalhos manuais. Desta forma, dando liberdade ao aluno, para, tanto receber informações através de multicanais, como também demonstrar o que aprendeu, por meio destes.

É sempre bom lembrar que a identificação dos estilos de aprendizagem simplesmente indica tendências que podem ser fortes ou fracas em qualquer indivíduo. Além disso, as pessoas podem exibir características de diversos estilos em graus diferentes.

 Por Aldo Bëlfia (Professor de Informática)

Deixe seu comentário?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *