5 fatos sobre o serviço secreto americano


Quando você vê o presidente americano, é provável que também veja o Serviço Secreto dos EUA em seu papel de maior destaque: a postos para proteger o comandante em chefe. Mas essa presença visível é apenas um aspecto da agência que também protege o vice-presidente e sua família, ex-presidentes e chefes de Estado em visita. Uma das agências federais de aplicação da lei mais antigas, o Serviço Secreto também é encarregado de investigar crimes contra a infraestrutura financeira dos Estados Unidos, inclusive crimes cibernéticos. Ele tem cerca de 6.500 funcionários, incluindo agentes especiais, oficiais e pessoal de apoio, com escritórios locais em todos os estados e no exterior.

Alguns fatos interessantes:

– O Serviço Secreto originalmente não protegia o presidente:
O Serviço Secreto foi fundado em 1865 como parte do Departamento do Tesouro com o objetivo de combater a falsificação de dinheiro disseminada depois da Guerra Civil. Até um terço do dinheiro em circulação naquela época era falsificado, causando um efeito devastador na economia do país. “Ironicamente, o presidente Lincoln sancionou a lei que criou o Serviço Secreto pouco antes de ser assassinado”, disse Mickey Nelson, ex-diretor adjunto do Serviço Secreto, hoje no grupo de consultoria Command Consulting Group. “Na época não tinha nada a ver com proteção de presidentes. ”
– Combate à falsificação ainda representa grande parte do trabalho do Serviço Secreto:
A agência continua a investigar a falsificação da moeda americana tanto interna quanto externamente. Em novembro de 2016 a agência apreendeu US$ 30 milhões em dinheiro falsificado no Peru — a maior apreensão de sua história.

– Proteção presidencial em tempo integral começou em 1901:
O Serviço Secreto forneceu proteção não oficial em tempo parcial ao presidente Grover Cleveland nos últimos anos do século 19. Depois do assassinato do presidente William McKinley em 1901 — o terceiro presidente assassinado em 36 anos — o Congresso solicitou proteção em tempo integral do Serviço Secreto para os presidentes. O primeiro destacamento de segurança da Casa Branca tinha apenas dois homens.

– A maior parte do trabalho de proteção é feito antes:
Uma a duas semanas antes de qualquer evento presidencial fora de Washington, equipes avançadas do Serviço Secreto estão em campo desenvolvendo rotas primárias, secundárias e emergenciais para a comitiva, pesquisando hospitais e elaborando planos de segurança para cada lugar que o presidente visitar. “O planejamento antecipado é o princípio essencial do Serviço Secreto e o motivo de ser tão eficaz”, disse Nelson. As pessoas sempre veem os agentes ao redor do presidente, mas “o que não veem são os muitos dias e horas de trabalho árduo antes da chegada do presidente”, disse. Por exemplo, o planejamento em tempo integral para a posse presidencial de 2017 teve início 18 meses antes.

– Qual o grande segredo?
A origem do nome da agência não tem nada a ver com as intrigas modernas, mas com seu propósito original de combate aos falsificadores. “Era um monte de agentes secretos na época”, explicou Nelson. “Eram secretos, daí o nome ‘Serviço Secreto’. ”

Conheça os cursos do Instituto Americano de Ensino:

INGLÊS PARA CRIANÇAS
INGLÊS ADOLESCENTES E ADULTOS
INGLÊS CONVERSAÇÃO & BUSINESS
INFORMÁTICA PROFISSIONAL
TI – PROGRAMAÇÃO E CONFIGURAÇÕES
DESIGN GRÁFICO

EXCEL AVANÇADO
ADMINISTRAÇÃO DE NEGÓCIOS

 

Deixe seu comentário?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *